Arquidiocese

Dom João Justino de Medeiros Silva

Dom João Justino de Medeiros Silva


O bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte dom João Justino de Medeiros Silva é doutor e mestre em Teologia, pela Universidade Gregoriana de Roma. Ingressou no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio em 1984 onde cursou Filosofia e Teologia. Gradou-se em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Juiz de Fora e em Pedagogia pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES/JF).


Dom João Justino foi perito da Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé da CNBB. Na Arquidiocese de Juiz de Fora, foi Vigário Episcopal para a Cultura, Educação e Juventude e secretário do Colégio de Consultores.


Dom João Justino foi professor e coordenador do curso de Teologia do CES/JF. Em 2004, tornou-se reitor do Seminário Arquidiocesano de Juiz de Fora (MG). Na cidade mineira, também foi pároco-solidário na Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Benfica e Paróquia do Bom Pastor. Também foi Vigário Paroquial na Paróquia de São Pedro.


Filho do casal Justino Emílio de Medeiros Silva e Maria de Lourdes Medeiros Silva, dom João Justino nasceu no dia 22 de dezembro de 1966 em Juiz de Fora (MG). Foi ordenado padre em 13 de dezembro de 1992. O Papa Bento XVI o nomeou bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte no dia 21 de dezembro de 2011. Dom João Justino recebeu a ordenação episcopal no dia 11 de fevereiro de 2012, na Catedral de Santo Antônio, em Juiz de Fora (MG)
 

Ministério na Arquidiocese de Belo Horizonte

Dom João Justino de Medeiros Silva é o bispo referencial da Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade (Rensp), que abrange oito municípios, coordenando a ação evangelizadora e pastoral, o funcionamento e a infraestrutura da Cúria Regional. Está em permanente contato com os padres, religiosos e comunidades de fiéis desta Região para escuta, orientações e avaliações. Preside os Conselhos Pastoral Regional, Presbiteral Regional, Pastoral de Forania, Pastoral Paroquial, Paroquial de Administração e Pastoral de Comunidade na Região Episcopal.

 

A Rensp é formada pelos municípios de Caeté, Nova Lima, Rio Acima, Raposos, Sabará, Taquaraçu de Minas, Nova União e parte de Belo Horizonte.

 

O bispo trabalha na articulação do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp) nessas cidades. Também realiza acompanhamento pastoral das unidades da PUC Minas, do Colégio Santa Maria (CSM) e demais instituições vinculadas presentes nessa Região. Discute e define com as instâncias competentes provisões e transferências.

 

Dom João Justino supervisiona e orienta trabalhos no Tribunal Eclesiástico, na Secretaria Geral de Relações Sociais (SGRS) e na Secretaria Geral de Relações Eclesiais (SGRE). Acompanha a vida, a administração e a ação evangelizadora dos santuários da Arquidiocese, coordenando o Conselho Arquidiocesano de Reitores. Coordena a administração da Mitra nos respectivos santuários, incentivando projetos evangelizadores e de infraestrutura.

 

Acompanha o Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus (SACEJ). No Serviço de Animação Vocacional, orienta a equipe de coordenação, articulando o Conselho Arquidiocesano de Movimentos e Novas Comunidades (Camenc), além de outras instâncias para a promoção e animação das vocações.



Orienta o desenvolvimento dos trabalhos do Vicariato Episcopal para a Ação Pastoral. Supervisiona o andamento, participa de reuniões, orienta as coordenações, concede pareceres, incentiva promoções e novos projetos na Mitra Arquidiocesana e no Fundo de Solidariedade. No Comitê Gestor da Presidência (CGP), participa de reuniões, informa-se, faz indicações e responsabiliza-se pelas questões envolvendo orçamentos, metas,  e auxiliando nas orientações.


Em 2015, foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e membro do Conselho Episcopal Pastoral (Consep). Também foi eleito presidente da Comissão Episcopal para a Educação, do Regional Leste 2 da CNBB (Minas e Espírito Santo).

Dom João Justino foi nomeado, em março de 2016,  membro da Comissão de Cultura e Educação  do Setor Universidades do Conselho Episcopal Latino-americano (Celam), e responsável pelas pastorais de Educação e Cultura no Cone Sul.


SIMBOLOGIA DO BRASÃO DE ARMAS


O fundo azul indica as virtudes que conduzem ao céu. A pomba representa o Espírito Santo;  a estrela de ouro simboliza  Maria, Estrela da Evangelização. Estes elementos sinalizam a formação teológica de dom João Justino, cuja tese de doutorado teve como pesquisa o Espírito Santo e Maria.
 
A faixa ondulada e prateada  representam a Igreja de Juiz de Fora, origem do prelado.
 
O livro aberto refere-se às Sagradas Escrituras e recorda o ministério do teólogo, que encontra na Palavra de Deus a alma da teologia. As letras gregas “alfa” e “ômega” apontam para Jesus Cristo, o princípio e o fim de todas as coisas (Ap 1,8).
 
O lema “Para dar testemunho da luz” (In testimonium de lumine) baseia-se no Prólogo do Evangelho de João (1,1-18) e refere-se a São João Batista.
 
O ouro da cruz aponta para a inesgotável riqueza do mistério da cruz e da ressurreição.
 
O escudo é coberto com o chapéu prelatício e franja de cor verde. As figuras indicam a dignidade episcopal.


ENDEREÇO
Palácio Cristo Rei
Praça da Liberdade, 263 - Funcionários - 30140-010 - Belo Horizonte/MG

 

 
Compartilhe:

Arquidiocese de Belo Horizonte | Cúria Metropolitana

Av. Brasil, 2079 | Bairro Funcionários | CEP 30140-007 | Belo Horizonte - MG
Geral: 31 3269-3100 | Mitra: 31 3269-3131 | Chancelaria: 31 3269-3103